9 motivos para você ter um blog na advocacia

Com certeza, é bastante comum as dúvidas sobre os melhores formatos e modelos de publicações em redes sociais de advogadas e advogados.

É fato que as redes sociais são importantes nas estratégias de marketing, mas não é só isso!

Primeiro, é essencial ter a visão que a sua advocacia é um negócio. Depois, estudar quais canais você usará para informar o que você pode fazer pelas pessoas e empresas.

Ou seja, quais são os serviços na sua advocacia que podem ser usados para resolver problemas.

Então, precisamos entender se as redes sociais serão o melhor caminho para você dedicar sua energia.

Concordo que tem bastantes profissionais optando por redes sociais. E isso é ótimo!

Entretanto, existem outros canais que podem ser mais eficazes, com baixo custo e com ótimo retorno.

Por isso, vou comentar neste artigo o porquê você deve criar um blog para você e o seu escritório.

Por que criar um blog na advocacia?

Não é obrigatório que você crie um site e um blog próprio logo no início, porque já existem boas ferramentas que você pode utilizar.

Hoje, as principais plataformas são: Jusbrasil, LinkedIn e Medium.

Nessa exata ordem de preferência, todas elas estão estruturadas para publicações de textos e com ótimo ranqueamento no Google (estar na primeira página do buscador).

Importante! O ranqueamento no Google também depende de outros fatores, como bom conteúdo e estruturação, palavras-chave adequadas com as buscas e outras técnicas.

Agora, se quiser, você também pode criar um site próprio e incluir a aba de blog.

Contudo, requer mais investimento e boa programação para que o blog tenha uma navegação intuitiva e rápida.

Por isso, recomendo que você inicie em plataformas gratuitas, mas não deixe de se planejar para ter o seu site próprio.

Após a escolha da plataforma, a criação de bons conteúdos também é um fator importante na sua estratégia.

Com isso, você conseguirá atrair um público interessado no seu conteúdo, pois estarão buscando ativamente por aquele assunto.

Então, quando essa pessoa encontrar o seu conteúdo respondendo às dúvidas dela, além de gerar valor e conhecimento, há grande chance de ela iniciar um relacionamento e, assim, entrar em contato para contratar você.

No marketing, chamamos esse contato de retribuição, ou seja, a pessoa está contratando o seu escritório como forma implícita de retribuir o valor que você gerou a ela.

É óbvio que a quantidade de acessos no blog é muito superior às contratações geradas, assim como número de views no stories do Instagram também não representam quantidade de contratos.

Entretanto, o blog é um conteúdo perene, que fica lá por anos e pode gerar resultados ao longo desse tempo, diferente das redes sociais que requer uma frequência muito maior.

É importante saber que todas as estratégias demandam energia, recursos e dedicação. Também, devem ser feitas em conjunto, pois uma estratégia não elimina outra.

Na verdade, elas são somadas na construção da sua comunicação e do posicionamento da sua marca jurídica.

9 motivos para você ter um blog na advocacia

Agora, acredito que já é possível entender que um blog pode ser uma estratégia bastante eficaz e trazer ótimos resultados.

Após comentar sobre o porquê você deve criar um blog e o somar às demais estratégias, trarei 9 bons motivos para você ter um blog na advocacia:

1 – Blogs são ferramentas simples e rápidas para gerenciar todo o seu conteúdo e, o melhor, sem bloqueios, porque você tem liberdade nos temas que vai produzir e publicar.

2 – Criar um blog vai fazer com que as pessoas encontrem você e o seu trabalho no Google, claro, se o conteúdo estiver otimizado para os motores de busca (como o próprio Google).

3 – No blog, você pode abordar assuntos que atraiam um público-alvo qualificado para as áreas em que você atua na advocacia.

4 – Baixo investimento para a geração de conteúdo, porque você pode optar por terceirizar, incentivar a equipe a produzir artigos ou você mesmo pode criar seus artigos.

5 – O blog é essencial para posicionamento da sua marca no mercado jurídico, pois no momento em que as pessoas precisarem de respostas e informações, o blog do seu escritório estará lá educando, respondendo às dúvidas e mostrando sua autoridade no mercado.

6 – Os conteúdos publicados no blog não têm data de validade e podem gerar resultados permanentes; mas os artigos devem ser atualizados depois de algum tempo, pois as ferramentas de buscas estão em constante evolução, além de possíveis alterações legislativas e jurisprudenciais.

7 – Conteúdos de blogs são fáceis de serem consumidos, porque são compostos por conteúdo textual, portanto, acessíveis à maioria das pessoas.

8 – O seu escritório terá o controle total do blog, porque não está suscetível aos bloqueios que acontecem nas redes sociais, além de o algoritmo dos motores de busca serem mais previsíveis e fáceis de entender.

9 – O conteúdo gerado no blog pode se tornar o roteiro para conteúdos em outros canais, como vídeos para o YouTube e Instagram, além de publicações no feed das outras redes sociais.

É importante saber que os blogs demandam estudos, planejamento e a correta aplicação de técnicas, mas, com certeza, valerá muito a pena esse investimento.

O que você achou das vantagens de ter o seu blog? Não deixe de comentar e compartilhar este conteúdo com os seus amigos e nas suas redes sociais!

Author avatar
Guilherme Peara
Advogado especialista em Marketing

Post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *